Parece inacreditável. Mas enquanto se preocupa tanto com assuntos, considerados modernos, na maioria das vezes, pseudo-importantes, existe, no mundo, hoje, um outro tipo de perseguição – essa sim, tão séria ou mais, do que muitas lutas alardeadas na Midas. Eu falo da perdi ui ao aos Cristãos e do seu assassinato em massa pelo Globo.

Brasileiros, cristãos, vamos começar a valorizar nossa liberdade. Vamos utilizá-la com mais responsabilidade. Os tempos parecem bons. Mas são difíceis. Há novos leões e novos Coliseus. Os leões, nos doas atuais, são ideológicos, e os Coliseus são os meios de comunicação.

Vamos lançar nossos olhares para nossas atitudes publicas e privadas. Como vivemos, hoje, o que falamos, o que produzimos, realmente, glorifica ao Filho? Lembro de suas palavras: “Pai, glorifica o Filho para que Ele glorifique a Ti”. A igreja é a pessoa coletiva que precisa levar às mais extremas consequências essa oração no seu cotidiano e em seus projetos.

Leia a reportagem da Istoé, no link abaixo sobre esse assunto. Obviamente, a reportagem fala de cristãos de forma generalizada. Mas tenho dois grandes amigos que moram no Senegal, por uma igreja evangélica cearense, e presenciaram, recentemente, o incêndio de uma igreja protestante e o linchamento de pastores, como se fossem malfeitores. Por pouco, eles mesmos não foram vitimas, e puderam, em minha igreja, contar esse testemunho, para abrir nossos olhos para nossas próprias vidas, aqui, e como precisamos encarnar o Cristo da Cruz.

http://www.istoe.com.br/reportagens/168132_CRISTAOS+PERSEGUIDOS

Por Jesus e pelo seu Reino,

Edney Melo

20111017-133419.jpg

Anúncios