A jornalista Luana Avedis, querida discípula, a cada semana, transforma as pregações de nossos cultos dominicais, a partir de suas próprias impressões da mensagem, em rápidos esboços para utilização em nossos Grupos Pequenos, que chamávamos, Grupos de Amor e Aliança.

Eu os exponho, aqui no Blog, em forma de série, sob o titulo de ESBOÇO PARA GRUPOS PEQUENOS, seguido do tema, para você, se quiser, utilizar em reuniões de estudo, em qualquer lugar.

Bom proveito,

Edney Melo

Referência Bíblica: Isaías 1
Pregador: Pr. Edney Melo


Título: Olhando para o escuro – Uma mensagem profética

1Visão de Isaías, filho de Amós, que ele teve a respeito de Judá e Jerusalém, nos dias de Uzias, Jotão, Acaz, e Ezequias, reis de Judá. 2Ouvi, ó céus, e dá ouvidos, tu, ó terra; porque o SENHOR tem falado: Criei filhos, e engrandeci-os; mas eles se rebelaram contra mim. 3O boi conhece o seu possuidor, e o jumento a manjedoura do seu dono; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende. 4Ai, nação pecadora, povo carregado de iniqüidade, descendência de malfeitores, filhos corruptores; deixaram ao SENHOR, blasfemaram o Santo de Israel, voltaram para trás. 5Por que seríeis ainda castigados, se mais vos rebelaríeis? Toda a cabeça está enferma e todo o coração fraco. 6 Desde a planta do pé até a cabeça não há nele coisa sã, senão feridas, e inchaços, e chagas podres não espremidas, nem ligadas, nem amolecidas com óleo. 7A vossa terra está assolada, as vossas cidades estão abrasadas pelo fogo; a vossa terra os estranhos a devoram em vossa presença; e está como devastada, numa subversão de estranhos. 8E a filha de Sião é deixada como a cabana na vinha, como a choupana no pepinal, como uma cidade sitiada. 9Se o SENHOR dos Exércitos não nos tivesse deixado algum remanescente, já como Sodoma seríamos, e semelhantes a Gomorra. 10Ouvi a palavra do SENHOR, vós poderosos de Sodoma; dai ouvidos à lei do nosso Deus, ó povo de Gomorra. 11De que me serve a mim a multidão de vossos sacrifícios, diz o SENHOR? Já estou farto dos holocaustos de carneiros, e da gordura de animais cevados; nem me agrado de sangue de bezerros, nem de cordeiros, nem de bodes. 12Quando vindes para comparecer perante mim, quem requereu isto de vossas mãos, que viésseis a pisar os meus átrios? 13Não continueis a trazer ofertas vãs; o incenso é para mim abominação, e as luas novas, e os sábados, e a convocação das assembléias; não posso suportar iniqüidade, nem mesmo a reunião solene. 14As vossas luas novas, e as vossas solenidades, a minha alma as odeia; já me são pesadas; já estou cansado de as sofrer. 15Por isso, quando estendeis as vossas mãos, escondo de vós os meus olhos; e ainda que multipliqueis as vossas orações, não as ouvirei, porque as vossas mãos estão cheias de sangue. 16Lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossos atos de diante dos meus olhos; cessai de fazer mal. 17Aprendei a fazer bem; procurai o que é justo; ajudai o oprimido; fazei justiça ao órfão; tratai da causa das viúvas. 18Vinde então, e argüi-me, diz o SENHOR: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã. 19Se quiserdes, e obedecerdes, comereis o bem desta terra. 20Mas se recusardes, e fordes rebeldes, sereis devorados à espada; porque a boca do SENHOR o disse. 21Como se fez prostituta a cidade fiel! Ela que estava cheia de retidão! A justiça habitava nela, mas agora homicidas. 22A tua prata tornou-se em escórias, o teu vinho se misturou com água. 23Os teus príncipes são rebeldes, e companheiros de ladrões; cada um deles ama as peitas, e anda atrás das recompensas; não fazem justiça ao órfão, e não chega perante eles a causa da viúva. 24Portanto diz o Senhor, o SENHOR dos Exércitos, o Forte de Israel: Ah! tomarei satisfações dos meus adversários, e vingar-me-ei dos meus inimigos. 25E voltarei contra ti a minha mão, e purificarei inteiramente as tuas escórias; e tirar-te-ei toda a impureza. 26E te restituirei os teus juízes, como foram dantes; e os teus conselheiros, como antigamente; e então te chamarão cidade de justiça, cidade fiel. 27Sião será remida com juízo, e os que voltam para ela com justiça. 28 Mas os transgressores e os pecadores serão juntamente destruídos; e os que deixarem o SENHOR serão consumidos. 29Porque vos envergonhareis pelos carvalhos que cobiçastes, e sereis confundidos pelos jardins que escolhestes. 30Porque sereis como o carvalho, ao qual caem as folhas, e como o jardim que não tem água. 31E o forte se tornará em estopa, e a sua obra em faísca; e ambos arderão juntamente, e não haverá quem os apague. 

Nos direcionando para a questão quantitativa, poderemos dizer que o mundo cristão-evangélico vem atingindo um crescimento progressivo nos dias atuais. Várias igrejas evangélicas estão se construindo e levando muitas pessoas à conversão. A mídia está mais aberta ao protestantismo, as congregações apostam cada vez mais nos veículos de comunicação para se divulgarem e evangélicos tomam as ruas das cidades propagando o nome de Jesus aos quatro ventos. Ficou muito fácil falar de Deus, uma moda contagiante fez com que muitas pessoas se declarassem evangélicas, servas do Senhor Deus todo poderoso, o Deus de Israel; Aquele que desde o começo da humanidade luta para nos resgatar e nos fazer entender as nossas origens.

Tudo isso seria magnífico se não esquecêssemos de, no meio dessas tantas coisas, servir de verdade a Deus, se não acabássemos nos perdendo em meio as nossas enfermidades mentais e deixássemos para trás as ações e atitudes de um verdadeiro cristão.

A Igreja hoje, ao mesmo tempo em que cresce quantitativamente, declina qualitativamente quando os seus membros deixam de olhar para o próximo, se atormentam com pensamentos criados a partir de um “eu” egoísta, colocando de lado tudo aquilo que tem valor para Deus e esquecendo de priorizar aquilo que o agrada.

Servir a Deus não se trata somente de uma declaração pública, mas sim, de entrega e decisão em fazer aquilo que o alegra. Envolve além de tudo, o reconhecimento de fraquezas e da impotência de se não conseguir sozinho. Podemos mentir para nós mesmos, para os outros, mas para Deus, é impossível. Os olhos de Deus percorrem todo o nosso ser, sabem e conhecem bem os nossos temores, a nossa soberba e os nossos erros. Enquanto não reconhecermos o lugar de Deus e o nosso lugar, jamais o conheceremos de verdade.

Como verdadeiros cristãos, devemos sim, a cada dia, sermos melhores. Devemos ter coragem de admitir o quanto nossa alma está doente e o quanto precisamos de cura. Mesmo sem o conhecermos direito, Deus nos ama e nos conhece por inteiro. É hora de ouvirmos a palavra profética de Jesus, de nos aprofundarmos em seu legado; Somos seus herdeiros, precisamos dar continuidade à sua obra e nos preocuparmos agora em ser, e não mais, em parecer ser!

Reflita:
Que perfil de cristão é o seu? Para quem você tem olhado? Que área de sua vida ainda não foi tocada por Deus?

Luana Avedis

20120703-121128.jpg

Anúncios